sábado, 19 de abril de 2014

Parnahyba perde Robinho para a última rodada

Com três cartões amarelos, o goleiro Robinho está fora do próximo jogo do Parnahyba.
Ao ser advertido no jogo diante do 4 de Julho, na noite da última quarta-feira, o goleiro Robinho completou a série de três cartões amarelos e desfalca o Parnahyba no último jogo da Fase Classificatória da Taça Cidade de Teresina, dia 27, contra a equipe do Caiçara, no Estádio Verdinho, no litoral.

Diante do lanterna da competição, a meta do Tubarão será guarnecida pelo goleiro Ribamar, que já foi titular da equipe em outras ocasiões, com o jovem Ítalo Rodrigues, formado na base do bicampeão piauiense. Com 10 pontos ganhos, o Parnahyba garante sua classificação com uma vitória sobre o Caiçara, por qualquer placar.

Todavia, a expectativa ainda é voltada para a liderança, o que será possível em caso de vitória sobre o Caiçara e derrota do 4 de Julho para o Flamengo. Com combinação de resultados, ambos se igualariam em pontos ganhos e o melhor índice técnico seria aferido pelo saldo de gols. Para o último jogo desta fase, o zagueiro Wesley, que ficou fora do jogo em Piripiri, cumprindo suspensão, estará de volta à equipe.

sexta-feira, 18 de abril de 2014

O cartaz do final de semana


Marcando gols, Pretinho segue fazendo história

Pretinho com a bola: a qualquer momento pode sair mais um gol do Colorado.
Ao marcar o primeiro gol do 4 de Julho diante do Parnahyba, na noite da última quarta-feira, o atacante Pretinho não apenas tirou seu time do sufoco, abrindo caminho para uma grande vitória. Tão importante quanto isso, foi a marca pessoal que ele atingiu, assumindo a 8ª colocação entre os maiores artilheiros do Campeonato Piauiense em todos os tempos.

Com os quatro gols assinalados neste campeonato, o maior goleador da história do 4 de Julho deixou pará trás os atacantes Sousa e Coxinha. E igualou-se a Cacá, ambos com 57 gols. O próximo passo é atingir a soma do artilheiro Mota (60 gols) e, em seguida, ultrapassá-lo também. 

Pelo condicionamento físico que vem apresentando e ainda marcando gols, não há qualquer absurdo imaginar que, antes de pendurar as chuteiras, esse piripiriense de 38 anos (25/01/1976) possa superar outras marcas, inclusive a de chegar ao 100° gol com a camisa colorada.

OS 57 GOLS DE PRETINHO NO PIAUIENSE

1997 - 4 gols
1998 - 1 gol
1999 - 4 gols
2000 - 6 gols
2001 - O 4 de Julho não participou
2002 - 4 gols
2003 - 2 gols
2004 - 4 gols
2005/2006 - Pretinho não jogou o Piauiense.
2007 - 1 gol
2008 - 1 gol
2009 - 0 gol
2010 - 5 gols
2011 -  10 gols
2012 - 3 gols
2013 - 8 gols
2014 - 4 gols 

OS MAIORES ARTILHEIROS DO 4 DE JULHO 

Em jogos oficiais e amistosos 

89 gols - Pretinho.
60 gols - Didi
44 gols - França
42 gols - Ademir Patricio
32 gols - Sabará e Oliveira. 

Em jogos de Campeonato Piauiense 

57 gols - Pretinho
43 gols - França
39 gols - Didi e Ademir Patrício
23 gols - Sabará.
21 gols - Oliveira. 

OS MAIORES ARTILHEIROS DO CAMPEONATO PIAUIENSE

1° Sima, com 266 gols
2° Etevaldo, com 85 gols
3° Sabará, com 84 gols
4°Paulinho da Maioba, com 70 gols
5° Henrique Catita, com 67 gols
6° Walberto e Brinquedo, com 63 gols
7° Paulinho Portela e Paulo Cesar Vilarinho, com 61 gols
8° Mota, com 60 gols
9° Pretinho e Cacá, com 57 gols
10° Sousa e Coxinha, com 55 gols

Há 40 anos...

Miltão: dois gols contra o Bahia em 74.
Em 14 de abril de 1974, pelo Campeonato Brasileiro, o Tiradentes vence o Bahia por 3 a 0, em jogo válido pelo teste da Loteria Esportiva. A partida seria realizada no dia anterior, mas, devido a fortes chuvas na capital piauiense, foi transferida para a manhã do dia seguinte, um domingo de muito sol e calor.

Logo aos 47 segundos, Miltão abriu a contagem para o Tiradentes. O Bahia foi atrás do empate e atacou bastante, mas nada de conseguir o gol. Por volta de 30 minutos, o Tiradentes equilibrou as ações. Na fase final, o esforço do 1° tempo, aliado ao calor causticante, fez o time baiano cansar e, com isso, o Tiradentes acabou de liquidar a fatura.

Miltão, o artilheiro daquela manhã, depois foi vendido para o Sport Recife, tendo atuado também no Guarani de Campinas, equipe pela qual sagrou-se artilheiro da Taça Libertadores da América. Ao contrário de muitos atacantes trombadores, tinha habilidade. A exemplo de Neto, Derivaldo, Xavier e Joel Maneca, que também atuaram naquele dia, Miltão já é falecido.

FICHA TÉCNICA

TIRADENTES 3x0 BAHIA (Campeonato Brasileiro - Série A - 1ª Fase - 11ª rodada - Grupo A); Data: 14/04/1974 (domingo pela manhã); Local: Estádio Albertão (em Teresina); Arbitragem: Oscar Scolfaro (São Paulo), auxiliado por Artur Braz e Diogo Brasil Lustosa (piauienses).

Renda: Cr$ 24.312,00 com 4.593 pagantes.

Gols: Miltão 47 segundos do 1° tempo; Miltão 13 e Derivaldo 41 do 2°.

Tiradentes - Toinho; Luis Carlos (Ivan Lopes), Gilson, Cândido e Neto; Ronaldo Alves, Sima e Derivaldo; Robertinho, Miltão e Xavier (Joel Maneca). Técnico: Ivan Navarro.

Bahia - Zé Luis; Ubaldo, Sapatão, Altivo e Romero; Fernando (Piolho), Zito e Douglas; Alberto, Picolé (Jorge Campos) e Peri. Técnico: Pinguela.

Poster nostalgia