domingo, 24 de maio de 2015

Parnahyba se classifica e Piauí escapa da degola

Com os resultados verificados na tarde deste domingo (24) - 4 de Julho 0x2 Parnahyba, em Piripiri, e River 1x1 Piauí, em Teresina - foi definido o quarto semifinalista do 2° turno (a Taça Cidade de Teresina). Com 7 pontos, o Parnahyba garantiu sua presença no G4 e também vai jogar as semifinais.
 
Na disputa contra o rebaixamento, o Piauí levou a melhor sobre o 4 de Julho. Com o empate diante do River, o Piauí totalizou 8 pontos ganhos em toda a competição, um a mais que o 4 de Julho. E o River, com o empate, garantiu a vantagem na decisão do título, caso seja preciso jogar uma prorrogação ao final do segundo jogo.
 
Nas semifinais, as vantagens caso haja necessidade de prorrogação, serão dos dois times que obtiveram melhor índice técnico. Assim, o Flamengo terá vantagem sobre o Parnahyba, na quarta-feira, enquanto o River terá esta vantagem diante do Caiçara, na quinta. Vantagem, repetimos, de jogar por um empate na prorrogação, caso o tempo normal de 90 minutos termine empatado.
 
CLASSIFICAÇÃO DO 2° TURNO
 
1° Flamengo, 10 pontos, 3 vitórias, 5 gols de saldo e 6 gols marcados
2° River, 8 pontos, 2 vitórias, 3 gols de saldo e 5 gols marcados
3° Caiçara, 8 pontos, 2 vitórias, saldo 0 e 4 gols marcados
4° Parnahyba, 7 pontos, 1 vitória, 2 gols de saldo e 5 gols marcados
5° 4 de Julho, 3 pontos, 1 vitória, saldo -6 e 3 gols marcados
6° Piauí, 3 pontos, saldo -4 e 6 gols marcados
 
CLASSIFICAÇÃO GERAL ATÉ O MOMENTO
 
1° River, 25 pontos, 7 vitórias, 14 gols de saldo e 18 gols marcados
2° Flamengo, 15 pontos, 4 vitórias, saldo 0 e 9 gols marcados
3° Parnahyba, 15 pontos, 3 vitórias, 2 gols de saldo e 15 gols marcados
4° Caiçara, 15 pontos, 3 vitórias, saldo -1 e 11 gols marcados
5° Piauí, 8 pontos, 1 vitória, saldo -8 e 8 gols marcados
6° 4 de Julho, 7 pontos, 1 vitória, saldo -5 e 5 gols marcados
 
A FICHA DOS DOIS JOGOS
 
4 DE JULHO 0x2 PARNAHYBA (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - 2° Turno - Taça Cidade de Teresina - 1ª fase - 5ª rodada); Data: 24/05/2015 (domingo à tarde); Local: Estádio Ytacoatiara (em Piripiri); Arbitragem: Antônio Santos Nunes, auxiliado por João Thiago de Carvalho Reis e Janystony Rabelo de Melo.

Renda: R$ 5.480,00 com 538 pagantes (158 não pagantes).

Público total: 696 torcedores.
 
Gols: Daniel 30 do 1° tempo; Ramón 21 do 2°.
 
Cartões amarelos: Pedra Preta, Lira (4J) e Evandrízio (PAR).
 
4 de Julho - Jaílson; Wilsinho (Pedra Preta), Gleyson Dias, Grafite e Mayrton (Pablo); Dacha, Fábio Ubajara, Péricles (Cinelton) e Lira; Tenilson e Pretinho. Técnico: João Rufino da Costa Nascimento (Paolo Rossi).
 
Parnahyba - Evandrízio; Barata, Didi, Renan e Luís Jorge (Iranilson); Ramón, Luciano (Renato Frota), Totonho e Idelvando (Pio); Daniel e Carlinhos. Técnico: Valdomiro Ferreira da Costa.
 
 
RIVER 1x1 PIAUÍ (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - 2° Turno - Taça Cidade de Teresina - 1ª fase - 5ª rodada); Data: 24/05/2015 (domingo à tarde); Local: Estádio Ytacoatiara (em Piripiri); Arbitragem: Hélio Fábio Pinto de Queiróz, auxiliado por Hélio Soares Freire e Samuel Oliveira Lustosa.
 
Renda: R$ 5.685,00 com 455 pagantes (199 não pagantes).

Público total: 654 torcedores.
 
Gols: Eduardo 10 do 1° tempo; Ítalo 37 do 2°.
 
Cartões amarelos: Índio, Raphael Freitas (RIV), Eduardo Junho, Darley e`Ítalo (PIA).
 
River - Naylson; Paulo Paraíba, Índio e Rafael Araújo; Tote, Amarildo, Rogério (Thiago Dias), Luis Augusto (Thiago Marabá) e Rafinha; Eduardo e Netinho (Raphael Araújo). Técnico: Flávio José Araújo.
 
Piauí - Lucas; Jorginho (Binha), Emerson, Eduardo Junho e Diego Recife; Marcos Gasolina, Jeová Júnior (Ítalo), Vitor Recife e Capela; Darley (Niel) e Rafinha. Técnico: Marcos Antônio dos Santos (Marcão).

 

sábado, 23 de maio de 2015

Caiçara cnfirma classificação ao vencer o Flamengo

Em jogo que abriu a última rodada da primeira fase, o Caiçaa venceu o Flamengo na tarde deste sábado (23), no Estádio Albertão, por 1 a 0, e garantiu sua classificação para as semifinais da Taça Cidade de Teresina (o 2° turno do Campeonato Piauiense). Agora resta apenas uma vaga para as semifinais, a ser disputada por 4 de Juho, Parnahyba e Piaui.

O 4 de Julho precisa da vitória para se classificar. O Parnahyba também garante a vaga com vitória sobre o time de Piripiri. Se houver empate, o Parnahyba também pode se classificar, mas desde que o Piaui não ganhe do River. A única chance do Piauí depende de dois resultados: vitória sobre o River e empate entre 4 de Julho e Parnahyba. Nesta situação, o Piauí seria o classificado pelo critério de número de vitórias.

O Flamengo, apesar da derrota, ainda pode terminar esta fase como líder. Precisa, tão somente, que o River empate com o Piauí ou, se houver vitória tricolor, que seja, no máximo, por 2 a 0. Qualque outra vitória do River, por dois gols de diferença (3  1, 4 a 2, por exemplo) ou por três gols de vantagem, dará a 1ª colocação ao campeão do 1° turno.

CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DO 2° TURNO
 
1° Flamengo, 10 pontos, 3 vitórias, 5 gols de saldo e 6 gols marcados (classificado)
2° Caiçara, 8 pontos, 2 vitórias, saldo 0 e 4 gols marcados (classificado)
3° River, 7 pontos, 2 vitórias, 3 gols de saldo e 4 gols marcados (classificado)
4° Parnahyba, 4 pontos, saldo 0 e 3 gols marcados (55% de possibilidades)
5° 4 de Julho, 3 pontos, 1 vitória, saldo -4 e 3 gols marcados (33% de possibilidades)
6° Piauí, 2 pontos, saldo -4 e 5 gols marcados (11% de possibilidades)

FICHA TÉCNICA
 
FLAMENGO 0x1 CAIÇARA (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - 2° Turno - Taça Cidade de Teresina - 1ª fase - 5ª rodada); Data: 23/05/2015 (sábado à tarde); Arbitragem: Diego da Silva Castro, auxiliado por Edmilson Timóteo da Silva e José Nilton da Costa.
 
Renda: R$ 2.900,00 com 174 pagantes (246 não pagantes).

Público total: 420 torcedores.
 
Gol: Allanzinho 4 do 1° tempo.
 
Cartões amarelos: Zuza, Paulo Ricardo, Roberto Jacaré (FLA), André Luiz, Adelson, Ribeiro e Fernando (CAI).
 
Flamengo - Fábio; Leylon (Darlan), Regineldo, Paulo Ricardo e Xavier; Gleidson, Zuza e Flavinho; Roberto Jacaré, Moré (Artur) e Balotelli (Naylan). Técnico: Jorge Pinheiro e Silva.
 
Caiçara - Toni; Eli, André Luiz, Fernando e Adelson (Júnior); Gaúcho, Ribeiro, Amorim e Wanderson Gordo; Juninho Cearense (Gabriel) e Allanzinho (Railan). Técnico: Weverton Duarte (Chulipa).

quinta-feira, 21 de maio de 2015

Polêmica: Caiçara briga pelo que não é seu

Não é a primeira vez que fato desta natureza ocorre no futebol piauiense. Um time que empata no tempo normal e perde na prorrogação, questionando que o resultado que vale é apenas o dos 90 minutos. Se não for aquela de puxar a brasa para a sua sardinha, é mesmo desconhecimento da legislação que foi estabelecida há anos nas competições promovidas pela FIFA e seus respectivos filiados. Para ser mais preciso, vamos fazer um retrospecto dos fatos.

1 - Na fase semifinal da Taça Estado do Piauí (o 1° turno do Campeonato Piauiense), Caiçara e Parnahyba se enfrentaram no Estádio Deusdedit de Melo, em Campo Maior. Ao final dos 90 minutos, empate de 0 a 0. Necessário se fez, então, a disputa de uma prorrogação de 30 minutos para se conhecer um vencedor. E nesta prorrogação, vitória do Parnahyba por 2 a 0. Resumo da ópera: Caiçara 0x2 Parnahyba, resultado final da partida.

2 - Na pontuação geral do campeonato, como não poderia ser de outra forma, o Parnahyba teve o acréscimo de 3 pontos ganhos. Ocorre que, agora, a diretoria do Caiçara insiste em questionar a vitória do Parnahyba, alegando que o jogo foi 0 a 0. Ocorre que, conforme a legislação do futebol internacional, a prorrogação é parte integral do jogo, sem que se possa excluir nenhum minuto de sua disputa dos números finais da partida.

3 - O entendimento da diretoria do Caiçara está equivocado. A FIFA prevê, desde o Congresso de 1914, que um jogo pode ter seu andamento prorrogado nos casos em que é preciso ser conhecido um vencedor. E o resultado final do jogo inclui todo o seu andamento, incluindo a prorrogação. Vejam os dois exemplos que vamos expor para, espero, seja dado um ponto final nesta questão. O primeiro exemplo é extraído de um relatório da FIFA. O segundo exemplo, de uma publicação oficial da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol).

COMO A FIFA REGISTRA ESTES CASOS



No principal evento do futebol mundial, a Copa do Mundo, a FIFA trata do assunto tal qual o entendimento do SITE DO BUIM. Para que não paire mais nenhuma dúvida, veja a reprodução desta publicação da FIFA, referente a Copa de 94, nos Estados Unidos. Nosso exemplo vai ser a campanha da Itália.




Acima você pode ver a campanha da Itália na primeira fase, onde ficou no Grupo E. Você pode observar que a FIFA coloca o placar no canto superior esquerdo da ficha técnica. O placar final vem seguido do placar do 1° tempo, que é registrado entre parênteses. Logo, a campanha da Itália naquela 1ª fase foi a seguinte:

ITÁLIA 0x1 IRLANDA (1° tempo, Irlanda 1x0)
ITÁLIA 1x0 NORUEGA (1° tempo, 0x0)
ITÁLIA 1X1 MÉXICO (1° tempo, 0x0)



Na segunda fase, o adversário da Itália foi a Seleção da Nigéria. Aqui, como houve prorrogação, a FIFA registra, pela ordem, o placar final do jogo (1 a 2), e, entre parênteses, o placar do 1° tempo (1 a 0) e o placar final dos 90 minutos (1 a 1). Logo, na segunda fase, temos o seguinte resultado:

 NIGÉRIA 1x2 ITÁLIA (Nigéria 1x0 no 1° tempo e empate de 1x1 no tempo normal)


 
Nas quartas-de-final, o adversário da Itália foi a Seleção da Espanha. Aqui não houve prorrogação e a FIFA registra o placar final do jog e, entre parênteses, o placar do 1° tempo.

ITÁLIA 2x1 ESPANHA (Itália 1x0 no 1° tempo)



Nas semifinais, a Itália também se classificou sem precisar de prorrogação. Assim, a FIFA registra o placar final e, entre parênteses, o placar do 1° tempo.

BÉLGICA 1x2 ITÁLIA (No 1° tempo, Itália 2 a 1)

No pé da página, está inclusa, também, a ficha do jogo final, Brasil e Itália, onde se vê o registro do placar final de 0x0, com a sigla a.e.t., que significa tempo extra acrescido no idioma inglês, ou seja, a prorrogação. E, abaixo, o placar da disputa dos pênaltis, que foi 3 a 2 para o Brasil.


Agora, veja no quadro acima, a classificação final e os números referentes a seleção da Itália.
Se considerarmos, no jogo Nigéria x Itália, o resultado final como sendo apenas o do tempo normal de 90 minutos (1x1), os números da Itália seriam:

7 jogos, 3 vitórias, 3 empates, 1 derrota, 7 gols pró, 5 gols contra e 12 pontos ganhos

Se considerarmos que o placar final do jogo Nigéria x Itália é o somatório do tempo normal com a prorrogação, ou seja, Nigéria 1x2 Itália, os números finais da Itália serão estes:

7 jogos, 4 vitórias, 2 empates, 1 derrota, 8 gols pró, 5 gols contra e 14 pontos ganhos

Agora, confira, na publicação da FIFA, qual a opção da entidade maior do futebol mundial.
 
O segundo exemplo, comprova que essa norma é bem antiga mesmo. O documento que reproduzimos é da Confederação Sul-Ameicana de Futebol, como você pode ver abaixo:
 
 
Nesta publicação, a Conmebol relata informações oficiais de todas as edições da Copa América (ou Campeonato Sul-Americano). Pegamos como exemplo a edição de 1919, quando o Brasil ganhou o título na prorrogação, depois de empate sem gols no tempo normal. Veja, na primeira página, que a campanha do Brasil na primeira fase foi:
 
BRASIL 6X0 CHILE
BRASIL 3X1 ARGENTINA
BRASIL 2X2 URUGUAI
 
 
Agora veja o desfecho daquela Copa América, disputada em 1919, conforme o Boletim Oficial da Conmebol. Brasil e Uruguai fizeram a melhor campanha na primeira fase. Veja, na página abaixo, que a classificação final da 1ª fase (quadro de cima), apresenta o Brasil com 3 jogos, 2 vitórias, 1 empate e nenhuma derrota. 11 gols pró e 3 contra.
 
No canto inferior da página, confira a ficha do jogo final. Brasil e Uruguai empataram por 0 a 0 no tempo normal e, na prorrogação, o Brasil fez o gol do título. Veja o tempo do gol, marcado por Friedenreich: aos 122 minutos.
 
Agora reparee no quadro final da classificação, acima dos quadros RESUMO GERAL e ARTILHEIROS. Se compararmos o quadro da classificação da 1ª fase e, logo abaixo, o quadro da classificação final da competição, o Brasil teve o acréscimo de mais uma vitória, exatamente porque venceu o jogo contra o Uruguai, embora com gol na prorrogação. E o número de empates? Apenas 1, exatamente o da primeira fase, diante do Uruguai.
 
 

Com esses dois documentos - um da FIFA e outro da CONMEBOL - não acreditamos que ainda paire alguma dúvida sobre o resultado oficial do jogo Caiçara x Parnahyba, pela semifinal do 1° turno. Se a Federação de Futebol do Piauí é filiada à CBF e esta, por extensão, à CONMEBOL e à FIFA, convenhamos, não há como ter entendimento diferente. Logo, o placar final no Deusdedit de Melo foi CAIÇAA 0x2 PARNAHYBA, com vitória e três pontos para o time azul do litoral.
 

segunda-feira, 18 de maio de 2015

River: mais 1 ponto e a vantagem na decisão do título estará garantida

Esquerdinha para diante de Regineldo. O River parou no Flamengo, mas está a 1 ponto da vantagem na final do campeonato.
Faltando uma rodada para o encerramento da primeira fase da Taça Cidade de Teresina (o 2° turno do Campeonato Piauiense), o River está na iminência de garantir a vantagem na decisão do próprio campeonato. É que, no somatório geral de todas as fases, o Galo já tem 24 pontos e o segundo colocado, o Flamengo, só pode chegar aos mesmos 24. Assim mesmo, ainda terá que tentar superar seu rival no saldo de gols. Se o River conquistar mais um ponto na competição, vai para a final do Campeonato Piauiense com a vantagem de três empates - no tempo normal dos dois jogos e na prorrogação após o segundo jogo. Da mesma forma que ganhou o título no ano passado, sobre o Piauí.
 
Por outro lado, quatro times ainda buscam a classificação para a fase semifinal. Mesmo o Piauí, lanterna, com apenas dois pontos. E o Caiçara, que julgávamos classificado, ainda depende de seu resultado para ter a garantia de jogar a semifinal. Veja a situação de cada um dos integrantes da competição:
 
Flamengo - Classificado. Ó objetivo, agora, é garantir a 1ª colocação. Mas já esta quase confirmado como líder. Mesmo perdendo, o Rubro-Negro poderá terminar ´na liderança, desde que o River derrote o Piaui por, no máximo, 2 a 0. Nesta simulação, por exemplo (Flamengo 0x1 Caiçara e Riveer 2x0 Piauí), o Flamengo ainda ficaria em 1° lugar, com o desempate pelo confronto direto.
 
River - Também já está nas semifinais. Mas ainda almeja a primeira colocação. Isso só será possível se houver uma derrota do Flamengo e o Galo vencer o Piauí por três gols de diferença. Se bem que esta vitória poderá ser por dois gols de diferença, mas desde que seja 3x1 ou 4x2, por exemplo, pois, nesta hipótese, o River passaria seu rival no critério de gols marcados.
 
Caiçara - Com 5 pontos, precisa apenas do empate para selar sua classificação. Se perder para o Flamengo, fica na torcida por um tropeço do Piauí diante do River. Se houver derrota do Caiçara e vitória do Piauí, a vaga será decidida no saldo de gols.
 
Parnahyba - Nem o empate lhe garante a vaga, pois o time não tem nenhuma vitória no returno e ficaria em 5°, caso o Piauí derrote o River. Mas se o Piauí tropeçar, o Parnahyba se classifica com o empate. Se o Tubarão vencer o 4 de Julho, é semifinalista sem depender de ninguém.
 
4 de Julho - Só a vitória interessa. E se isso ocorrer, terá dois motivos para comemorar: a classificação e a permanência na divisão principal do futebol piauiense. Se tropeçar diante do Parnahyba, dá adeus ao campeonato. E ainda corre o risco de ser rebaixado.
 
Piauí - A classificação ainda pode ocorrer, desde que o time consiga vencer o River e haja empate entre 4 de Julho e Parnahyba. Se vencer o River e o Parnahyba também vencer, aí o Piauí disputará a vaga contra o Caiçara. Isso se o time caiçarino tiver perdido para o Flamengo. A disputa da vaga seria no saldo de gols.
 
Mesmo em situação difícil, Piauí mantém suas chances de ir às semifinais e até vencer a Taça Cidade de Teresina.
CLASSIFICAÇÃO DO 2° TURNO
 
1° Flamengo, 10 pontos, 3 vitórias, 6 gols de saldo e 6 gols marcados
2° River, 7 pontos, 2 vitórias, 3 gols de saldo e 4 gols marcados
3° Caiçara, 5 pontos, 1 vitória, saldo -1 e 3 gols marcados
4° Parnahyba, 4 pontos, saldo 0 e 3 gols marcados
5° 4 de Julho, 3 pontos, 1 vitória, saldo -4 e 3 gols marcados
6° Piauí, 2 pontos, saldo -4 e 5 gols marcados
 
CLASSIFICAÇÃO GERAL
 
1° River, 24 pontos, 7 vitórias, 14 gols de saldo e 17 gols marcados
2° Flamengo, 15 pontos, 4 vitórias, 1 gol de saldo e 9 gols marcados
3° Parnahyba, 12 pontos, 2 vitórias, saldo 0 e 13 gols marcados
4° Caiçara, 12 pontos, 2 vitórias, saldo -2 e 10 gols marcados
5° 4 de Julho, 7 pontos, 1 vitória, saldo -3 e 5 gols marcados
6° Piauí, 7 pontos, 1 vitória, saldo -8 e 7 gols marcados
 
ARTILHEIROS
 
5 gols - Lekão (Parnahyba) e Fabinho (River).
 
4 gols - Rinaldo (Caiçara) e Eduardo (River).

3 gols - Augusto (Flamengo), Idelvando (Parnahyba) e Fabiano (Piauí).

2 gols - Adelson (Caiçara), Joniel (Flamengo), Emerson (Piauí), Thiago Marabá e Esquerdinha (River).
 
1 gol - Tenílson, Gleysson Dias, Pretyinho, Adriano, Cinelton (4 de Julho), Ribeiro, Allanzinho, Eli, Wanderson Gordo (Caiçara), Paulo Maranhão, Zuza, Roberto Jacaré (Flamengo), Isael William, Thiago Lima, Luciano, Puxa, Didi (Parnahyba), Edson Di, Capela (Piauí), Thiago Dias, Lucas Bacelar, Amarildo e Tote (River).

GOLS CONTRA

1 gol - Binha (Piauí, em favor do Flamengo).
 
GOLEIROS COM MELHOR APROVEITAMENTO (MÉDIA DE GOLS POR PARTIDA)
 
0 gol por jogo - Fábio (Flamengo) - 0 gol em 4 jogos

0,20 - Naylson (River) - 2 gols em 10 jogos

0,75 - Evandrízio (Parnahyba) - 3 gols em 4 jogos

1 gol por jogo - Dalton (River) - 1 gol em 1 jogo.

1,11 - Jaílson (4 de Julho) - 10 gols em 9 jogos.

1,20 - Toni (Caiçara) - 12 gols em 10 jogos

1,33 - David (Piauí) - 8 gols em 6 jogos
 
1,40 - Alysson (Parnahyba) - 7 gols em 5 jogos
 
1,50 - Ribamar (Parnahyba) - 3 gols em 2 jogos
 
1,60 - Preto (Flamengo) - 8 gols em 5 jogos

1,75 - Lucas (Piauí) - 7 gols em 4 jogos
 
ESTÁDIOS UTILIZADOS
 
15 jogos - Albertão (em Teresina).
6 jogos - Deusdedit de Melo (Campo Maior).
5 jogos - Verdinho (Parnaíba).
4 jogos - Ytacoatiara (Piripiri).
 
ARBITRAGENS
 
6 jogos - Antônio Santos Nunes e Antônio Dib Moraes de Sousa..
5 jogos - Antônio José Lopes Trindade de Sousa.
3 jogos - Hélio Fábio Pinto de Queiróz, Leonardo Marques Fortes e Afonso Amorim de Sousa.
2 jogos - Francisco Antônio Gonçalves de Arêa.
1 jogo - Diego da Silva Castro e Mauro Cezar Evangelista de Sousa.
 
ATAQUES
 
17 gols - River.
13 gols - Parnahyba.
10 gols - Caiçara.
9 gols - Flamengo.
7 gols - Piauí.
5 gols - 4 de Julho.
 
DEFESAS
 
3 gols - River.
8 gols - Flamengo.
10 gols - 4 de Julho.
12 gols - Caiçara.
13 gols - Parnahyba.
15 gols - Piauí.
 
ATLETAS EXPULSOS
 
2 jogos - Luciano (Parnahyba).
1 jogo - Mayrton, Dacha, Gleysson Dias (4 de Julho), Mouha, Renan, Adelson (Caiçara), Roberto Baiano (Flamengo), Fred, Jefferson, Lekão (Parnahyba), Marcos Gasolina, Ítalo, Fabiano, Jorginho, Darley (Piauí) e Rogério (River).

MAIOR GOLEADA
 
Flamengo 0x3 Parnahyba, em 23/03/2015, no Estádio Albertão, em Teresina.
Flamengo 0x3 River, em 08/04/2015, no Estádio Albertão, em Teresina.
River 3x0 Piauí, em 20/04/2015, no Estádio Albertão, em Teresina.
River 3x0 Parnahyba, em 26/04/2015, no Estádio Albertão, em Teresina.
Flamengo 3x0 Piauí, em 10/05/2015, no Estádio Albertão, em Teresina.
 
MARCAS HISTÓRICAS

1º gol - Rinaldo (Caiçara), no jogo River 1x1 Caiçara, em 15/03/2015.
50° gol - Rinaldo (Caiçara), no jogo 4 de Julho 0x1 Caiçara, em 09/05/2015.

GOLS MAIS RÁPIDOS
 
1 minuto - Eli (Caiçara), no jogo Caiçara 2x2 Flamengo, em 12/04/2015
2 minutos - Rinaldo (Caiçara), no jogo River 1x1 Caiçara, em 15/03/2015.
3 minutos - Adelson (Caiçara), no jogo Parnahyba 2x3 Caiçara, em 08/04/2015.
 
TÉCNICOS QUE MAIS VENCERAM

7 jogos - Flávio Araújo (River).
4 jogos - Jorge Pinheiro (Flamengo).
2 jogos - Paulo Isidoro (Caiçara) e Paolo Rossi (4 de Julho 1 e Parnahyba 1).
1 jogo - Pedro Manta (Parnahyba) e Paulo Moroni (Piauí).
 
TÉCNICOS QUE MAIS PERDERAM
 
5 jogos - Paolo Rossi (4 de Julho 3 e Parnahyba 2).
4 jogos - Paulo Moroni (Piauí).
2 jogos - Jorge Pinheiro (Flamengo) e Paulo Isidoro (Caiçara).
1 jogo - Cláudio Leite (4 de Julho), Pedro Manta (Parnahyba), Marcão (Piaui) e Flávio Araújo (River).
 
PRÓXIMOS JOGOS - 5ª RODADA DO RETURNO
 
23/05 (sábado), 16h00
Albertão (Teresina) - FLAMENGO x CAIÇARA
 
24/05 (domingo), 16h00
Ytacoatiara (em Piripiri) - 4 DE JULHO x PARNAHYBA
Albertão (Teresina) - RIVER x PIAUÍ
 

domingo, 17 de maio de 2015

Flamengo vence o clássico. Cai o último invicto.

Fábio faz grande defesa e mantém sua meta intacta (Foto - ELZINEY SANTOS).
Com um gol de Augusto na fase final, o Flamengo venceu o clássico Rivengo disputado na tarde de hoje (17), no Estádio Albertão, em Teresina, e manteve a liderança do segundo turno do Campeonato Piauiense. O River era o único invicto da competição e perdeu uma invencibilidade de 16 jogos de Campeonato Piauiensse, sendo 10 deste ano e os 6 últimos jogos do ano passado.

FICHA TÉCNICA

RIVER 0x1 FLAMENGO (Campeonato Piauiense de Futebol da 1ª Divisão de Profissionais - 2° Turno – Taça Cidade de Teresina – 1ª fase – 4ª rodada); Data: 17/05/2015 (domingo à tarde); Local: Estádio Albertão (em Teresina – PI); Arbitragem: Antônio José Lopes Trindade de Sousa, auxiliado por Rogério de Oliveira Braga e Thyago Costa Leitão.

Renda: R$ 45.155,00 com 2.436 pagantes (756 não pagantes).

Público total: 3.192 torcedores.

Gol: Augusto 32 do 2° tempo.

Cartões amarelos: Amarildo (RIV), Mimi, Laércio, Augusto e Roberto Baiano (FLA).
 
Expulsão: Roberto Baiano, aos 43 do 2°, por retardar o reinício do jogo (segunda advertência).

River – Dalton; Paulo Paraíba, Índio e Rafael Araújo (Raphael Freitas); Tote, Amarildo, Rogério, Esquerdinha (Luís Augusto) e Rafinha; Eduardo e Fabinho (Netinho). Técnico: Flávio José Araújo.

Flamengo – Fábio; Roberto Baiano, Regineldo, Laércio e Xavier; Glaydson, Mimi e Flavinho (Leylon); Roberto Jacaré, Moré (Sadrak) e Augusto (Artur). Técnico: Jorge Pinheiro e Silva.